O amor acaba quando acaba o perfume?

Quando o frasco de perfume se esvazia, o amor desvanece. É o que dizem as más línguas, já que as boas estão beijando seus amores por aí.

Tiago e Alexa costumavam se contradizer algumas vezes, mas ainda assim eram muito parecidos, neste caso, ambos tiveram dois relacionamentos em que assim que o frasco de perfume que havia sido presenteado pelos seus amados acabou, o amor também desapareceu.

Com Alexa, o frasco de perfume caiu no chão no dia em que terminou um de seus namoros, por descuido dela, mas Tiago acha que não foi coincidência.

Com Tiago o amor durou além do relacionamento, aquele frasco de perfume Jaguar que Raquel havia dado a ele foi poupado enquanto havia um sentimento. E caso houvesse uma chance de eles se encontrarem pelo meio do caminho, era aí mesmo que ele usava aquele perfume. Isso durou, até o dia em que se encontrou de verdade com Raquel, mas ela não quis mais nem saber dele, ignorou Tiago na frente de todos, quase humilhando-o. Não fosse por Alexa estar com ele naquele dia, ele teria chorado ali mesmo, porém, a heroína do dia o levou até o carro dela, onde ele desabou e desabafou. Alexa não poupou palavras. Naquele dia, o perfume acabou.

Cheiros nos trazem memórias e lembranças de momentos únicos da vida. Basta passar alguém pela rua com um perfume que já esteja na sua memória que rapidamente os neurônios pularão e te trarão à mente imagens relacionadas àquilo e você prontamente vai se virar na rua procurando saber de onde veio aquele cheiro, escavando aos poucos as lembranças que por muito achava estarem esquecidas. Não é apenas o cheiro, é toda a sensação que o perfume passa.

Sinta o perfume, lembre-se do abraço, do beijo, da roupa, da casa, do quarto, da cama, do cabelo, até mesmo do sorriso.

Sendo superstição ou coincidência, Tiago e Alexa estavam a procura não apenas de novas histórias, mas de novos perfumes, de novas essências, torcendo para achar aquele que jamais se esgotaria, um perfume que se renova a cada dia, um amor de verdade.

______________________________________________

Texto publicado sob o pseudônimo de Ricardo Neruda em 25 de fevereiro de 2017 – da série de textos Fatos de Alexa e Tiago. Revisado para esta postagem.

bouquet of pink roses

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Anúncios
Follow Escrito Por André Basualto on WordPress.com
Anúncios
%d blogueiros gostam disto: