A garota curiosa

Os amigos conversavam no Sushi Bar e as horas passavam sem que percebessem, ouviam Alexa contando histórias da Alexa de 18 anos de idade que existia em 2010, exatos nove anos atrás, até que o telefone de Alexa inesperadamente tocou por volta de meia-noite.

– Alô? – ela atendeu.

Todos encararam ela em silêncio.

– Como assim!? – ela questionou. – Eu não acredito, ninguém me avisou que a escala tinha mudado. Sim. Exatamente. Tudo bem, vou dar um jeito.

Ela desligou o telefone e revirou os olhos bufando.

– Algum problema? – perguntou Tiago.

– Eu preciso ir, amanhã eu vou trabalhar, novidade…

– Quer que eu te deixe em casa? – perguntou ele.

– Não precisa, não vou estragar o resto da noite de vocês – respondeu ela com um sorriso meia-boca.

Ninguém fez protesto. Todos ficaram em silêncio por alguns instantes, eles já sentiam que a noite tinha acabado, não valia a pena continuar sem Alexa.

– Ei, que cara de morte é essa? – protestou Alexa. – Que tal se o Tiago contar um pouco da vida dele pra você, Isabella, e aí no próximo encontro vocês me atualizam da conversa?

Isabella olhou para Tiago e deu um sorriso malicioso.

– Eu ainda não concordo muito com isso… – reclamou Tiago.

Ricardo olhou para o relógio.

– Já está quase na hora de irmos também, então espera que te deixamos em casa – observou Ricardo.

– Verdade – concordou Tiago. – Vamos nos despedindo e depois continuamos ouvindo sobre sua história ao invés de falar de mim.

Alexa olhou para o relógio no celular e em seguida o guardou dando-se por vencida.

– Vou ficar mais alguns minutinhos pra vocês terminarem de comer e beber e alguém contar mais alguma coisa legal, mas já chega de falar de mim – então suspirou. – Droga, a minha eu de amanhã vai estar revoltada por ter ficado acordada até tarde.

– Você vive na base do café, nem adianta reclamar – observou Ricardo.

Alexa devolveu um olhar afiado para ele.

Isabella encarou Tiago por um instante e cerrou os olhos.

– É estranho… – falou ela.

– O quê? – perguntou Alexa.

– Vocês disseram que Tiago contava algumas histórias dele antes de eu chegar mas justamente agora não quer contar mais nada…

– Eu não contava nada demais… – replicou Tiago.

– Só o quanto você ainda pode ser besta com as mulheres – respondeu Ricardo rindo.

– Você não confia em mim? – perguntou Isabella apelando com seu charme.

Tiago a encarou bem no fundo dos olhos e então respondeu:

– Você confia em mim?

Ambos ficaram se encarando por alguns segundos até que Tiago suspirou.

– Está bem, eu conto alguma coisa…

– Eu queria saber por que está tão tímido com Isabella… – comentou Alexa.

– Não suporto a ideia de que minhas histórias sejam espalhadas por aí ou que fiquem falando de mim negativamente – Tiago respondeu.

– Ah, sim, esse detalhe – Ricardo abanou a mão debochando de Tiago.

– Só porque você é um ser-vergonha não quer dizer que todos os seus amigos sejam, Ricardo – reclamou Alexa. – Tiago gosta de ter sua privacidade.

– Ei! – Ricardo exclamou.

– Eu conto as coisas pra vocês porque são meus amigos… Não se sinta ofendida, Isabella – falou Tiago. – Vocês sabem até demais sobre mim, mas eu ainda não tive tempo de conversar com Isabella.

– Mas desde que eu caí aqui estou quase em todos os encontros – Isabella observou.

– É que eu ainda não tive tempo de criar intimidade com você – respondeu Tiago. – Sei lá…

Isabella ficou triste por um momento, mas teve uma ideia antes mesmo de Tiago se sentir culpado pensando no que havia dito.

– Espera um segundo – respondeu Isabella pegando o celular. – Cadê… ah! Aqui! Enviado.

– O que foi isso? – perguntou Alexa.

– Pode ver o que te mandei, Tiago, mas só você.

Tiago sentiu o celular vibrar sobre a mesa e o pegou, abrindo a mensagem de Isabella. Ele respirou bem fundo, cerca de três segundos de inspiração rápida seguida de um expiração suave.

– Ok! O que você quer saber? – Tiago disse enfaticamente.

– Que mudança! – Alexa se assustou com a reação dele. – O que você fez, Isabella?

Nudes? – perguntou Ricardo.

– Não fiz nada – respondeu Isabella –, só o efeito da bebida.

– Mas sua bebida não tem álcool…

– Então é o Efeito Isabella.

O Efeito Isabella era como Isabella chamava sua mudança de atitude com relação a alguma coisa com o objetivo de conquistá-la – esse é o conceito, mas em geral se tratava da sedução de rapazes ingênuos para pegar suas vítimas logo em seguida. O Efeito Isabella tornava a própria numa pessoa que fazia o que fosse necessário para alcançar o que quisesse.

– Efeito Isabella? – perguntou Ricardo.

– Nada que você precise saber…

– É quando ela se solta na festa pra agarrar alguém… – comentou Alexa.

– Ei! – Isabella reclamou.

– Desculpe, é o sono – replicou Alexa.

– Curti! – cochichou Ricardo.

– Você sabe que não se trata só disso – ela continuou reclamando.

– Mas é o que você mais faz.

Isabella revisou por um momento todas as últimas vezes que o Efeito Isabella havia sido colocado em prática. Alexa tinha razão.

– Enfim! Não é esse o foco – Isabella rebateu a conversa e apontou para Tiago.

– O que quer saber? – perguntou Tiago. – Eu sinto que vou me arrepender disso depois…

– Eu queria muito saber por que Ricardo e Alexa riram olhando pra você quando terminaram de falar a história da dica de ouro…

– Simples, foi porquê…

– Mas como sei que o tempo é curto, quero perguntar onde é que você estava enquanto isso tudo acontecia com Alexa e o que fazia da vida pra não estar ajudando ela naquele momento.

Tiago ficou sem reação a princípio e pensou na pergunta. Ele respirou fundo e se preparava para começar.

– Algumas pessoas realmente fazem de tudo pra conseguir o que querem… – comentou Alexa. – O que você fez, Isabella?

Tiago deu um sorriso malicioso e Isabella piscou pra ele.

A curiosidade é uma desgraça, mas ela sempre nos leva além da zona de conforto se estivermos dispostos a ir em frente. Pela primeira vez em meses, Isabella se sentia orgulhosa de ter usado o Efeito Isabella para ouvir uma história e decidiu que se dedicaria a usar mais sua determinação para conquistar seus pequenos objetivos.

– A curiosidade matou o gato – disse Isabella.

– Falou a mais curiosa – replicou Alexa.

– Por sorte eu não tenho gato – comentou Ricardo.

– Silêncio, o Tiago vai falar!

___________________________________________________________________________________________

people woman glass lens

 

A Vida de Alexa e Tiago

A garota curiosa

Capítulo anterior: A dica de ouro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Anúncios
Follow Escrito Por André Basualto on WordPress.com
Anúncios
%d blogueiros gostam disto: